Entrevista com Karen Soarele

Olá leitores!

No ano passado, mais precisamente no dia 05 de dezembro, aconteceu lá na Única Livraria (no shopping Norte-sul Plaza) o lançamento — acompanhado por uma sessão de autógrafos — do livro Canção das Estrelas, da escritora Karen Soarele.


Muito simpática, a autora tirou fotos com seus leitores e também topou dar uma entrevista a este humilde blog.


Escritor ao vento: Karen, em primeiro lugar, você poderia falar um pouco de seus livros? Um pouco da história deles?

Karen Soarele: Meus livros se passam no mundo fantástico de Myríade. É um continente dividido em cinco reinos, sendo que cada um é regido por um deus do panteão e por um elemento mágico, e vivem em conflito constante. Na série principal acompanhamos a trajetória de Aisling, uma garota que nada tem a ver com a guerra entre dois desses reinos, mas acaba se envolvendo nela enquanto buscava salvar seu melhor amigo da morte. Essa é a história de Línguas de Fogo, um livro no qual a amizade é retratada com muito destaque, assim como a iniciativa e a coragem, necessárias a todos os que sonham em alcançar um objetivo. Tempestade de Areia é o segundo volume da série. Nele, Aisling está um pouco maior e usou os conhecimentos adquiridos no primeiro livro para tomar partido na guerra. E ela fará tudo o que for necessário por seus ideais. Novos personagens são apresentados, e a história toma uma proporção muito maior.

A Rainha da Primavera é um livro à parte, que não requer a leitura da série principal. Conta uma história muito antiga, que na atual cronologia de Myríade é considerada uma lenda. Um guerreiro que deseja redimir seus erros está em uma longa busca pela princesa herdeira de Hynneldor, a única que pode salvar o reino. Todos os demais já desistiram, deram-na como morta. Mas Dimitri encontra esperança em uma ilha longínqua, na figura de Flora, a jovem que ele acredita ser a princesa.

A Canção das Estrelas é o meu livro mais recente. Fala sobre Sebastian, um rapaz que busca desvendar os segredos escondidos em um misterioso livro. Seu caminho cruzará com o de Neve, uma garota capaz de se transformar em qualquer animal que conheça, e que, contra a vontade de seu pai, decide explorar o mundo para descobrir novas formas. Uma história sobre amor, desencontros e arrependimento. Acredito que seja de todos o mais triste, e também o livro que contém mais segredos escondidos. Nele, o leitor tem uma visão geral de todos os reinos de Myríade.

Escritor ao vento: Além de escritora, você exerce outra profissão? Se sim, qual?

Karen Soarele: Além de escritora, sou também ilustradora e diagramadora. Importante dizer que não fui eu quem criou as capas dos meus livros, e sim meu marido. Três dos quatro livros também possuem ilustrações nas páginas internas. Mas, voltando a falar sobre mim, as minhas ilustrações são bem mais infantis. Por meio do Estúdio Panda Vermelho, trabalho para uma grande editora, a Coquetel/Ediouro, desenvolvendo passatempos para crianças, como Jogo dos Erros, Labirinto, etc. Já contribuí com mais de duzentas revistas, não apenas criando desenhos, como também trabalhando com personagens licenciados, como Luluzinha e Snoopy. É um trabalho muito gostoso! Quando comecei, algumas pessoas não acreditavam que eu pudesse viver disso, e é com grande orgulho que eu digo que consegui.

Escritor ao vento: Você tem alguma fonte de inspiração? Se sim, qual? E, já aproveitando: você tem algum autor ou mesmo um livro favorito?

Karen Soarele: Minhas fontes de inspiração são muitas! Na verdade, todas as coisas do mundo podem servir como inspiração. Desde livros, filmes, séries, jogos e animes, até os acontecimentos do nosso próprio cotidiano. É difícil dizer ao certo quais são minhas referências. Procuro aprender sempre que possível, além de imaginar certos acontecimentos por outros pontos de vista. Fatos banais podem se tornar grandiosos, basta aplicar um pouco de imaginação.
Meu livro favorito eu digo sem muita cerimônia: As Crônicas de Nárnia. Mas gosto também de muitos outros autores e gêneros, leio de tudo.

Escritor ao vento: A respeito do lançamento lá na Única Livraria: como você se sentiu? Qual é a sensação?

Karen Soarele: Puxa, foi tão bacana! Esse foi o primeiro lançamento que fiz lá, e gostei bastante. Sem dúvidas voltarei. Tivemos um pouco de problema com espaço e barulho, mas tudo isso foi compensado pelo carisma do pessoal da livraria. Eles me receberam de braços abertos e fizeram de tudo para que eu e os leitores nos sentíssemos em casa. O fato de estar localizada dentro do Shopping Norte Sul também foi ótimo, facilitou a vida de todo mundo. O lançamento é uma ocasião muito importante para o autor, momento em que ele apresenta a obra aos leitores e pode ver a receptividade na mesma hora. E meus leitores foram ótimos!!!! Quero aproveitar para agradecer a todos os que estiveram presentes. Foi uma delícia autografar os livros para vocês!

Escritor ao vento: Por fim: aos leitores do Escritor ao Vento que também querem, um dia, lançar um livro, quais são as dicas que você deixa? É muito difícil?

Karen Soarele: É tão difícil quanto qualquer outra coisa legal da vida. Eu acredito que cada um vive sua própria ordem de prioridades. Para escrever um livro, isso precisa ser a prioridade número um. Publicar já é outro trabalho, e também só dá certo quando vem em primeiro lugar. Sendo assim, o conselho mais valioso que eu posso dar é: escolha o seu objetivo e siga em direção a ele. Você sempre vai encontrar obstáculos, dificuldades, ou até mesmo pessoas pessimistas tentando lhe dissuadir. Ignore. Siga o seu instinto, siga o seu sonho. Com esforço e perseverança, tudo é possível.


E é isto!

Espero que vocês tenham gostado da entrevista (e que eu tenha me saído bem como repórter amador).

Até a próxima!

Comentários